top of page
  • Foto do escritorDeborah Queiroz

Associação de produtores de Brasilândia busca apoio da senadora Soraya para implantação de projetos


Nesta quarta-feira (17), representantes da Associação de Produtores do Assentamento Almanara de Brasilândia-MS estiveram no gabinete da senadora Soraya Thronicke (União Brasil), em Brasília, para solicitar recursos e apoio para implantação de projetos no local. Em reunião com a equipe de orçamento da parlamentar, ficou combinado de analisar a viabilidade de implantação do projeto “IFMS na Comunidade”, em parceria com o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul. A ideia é fortalecer a agricultura familiar na região e incentivar o empreendedorismo.


Além disso, os representantes da associação trouxeram como demanda o repasse de recursos para investimentos. De acordo com documento apresentado pelo presidente da associação, Samuel Telles, “a associação é composta por pequenos produtores rurais, onde temos uma sede em que nos reunimos mensalmente para discutir assuntos relacionados ao agronegócio, produção de leite. Cultivo de frutas, verduras, hortaliças e outros derivados para subsistência de nossas famílias”, destaca.


IFMS na Comunidade


O projeto, desenvolvido pelo Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, é apoiado pela senadora Soraya Thronicke. Em 2021, a parlamentar destinou R$ 514 mil em emendas individuais para a implantação da técnica de cultivo hidropônico e a construção de tanques elevados para a criação de pintado no assentamento Bandeirantes, no município de Miranda.


Além da implantação dos dois projetos, a parceria do IFMS com o Assentamento Bandeirantes inclui a capacitação dos assentados em empreendedorismo, fluxo de caixa e aproveitamento das carcaças dos peixes. “Esses dois projetos são sustentáveis e não utilizam muita água. A ideia é ensinar as 60 famílias do Assentamento Bandeirantes para que eles possam tocar os dois projetos sozinhos e até formarem uma cooperativa, pois somente os tanques de peixe devem gerar uma renda mensal de até R$ 25 mil para o assentamento todo”, explicou a reitora do IFMS, Elaine Cassiano.

71 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page